Transporte de Doentes Não Urgentes com novas Regras?

 24 de Fevereiro de 2012

Algumas Notas sobre o Relatório do Grupo de Trabalho:

  1. O Grupo de Trabalho (GT) admite que o objectivo negociado com a TROIKA  (reduzir 1/3 dos custos) já foi, em boa parte, alcançado em 2011 (reduziu 20%, de 151 para 120 milhões €);
  2. O GT é muito restritivo nas situações de indicação clínica. Por exemplo, no caso da oncologia, são contemplados os doentes em tratamento. E os doente do Alentejo ou de Trás-os-Montes que têm que vir de três em três meses às consulta de vigilância aos IPO?
  3. Querem pôr os doentes a pagar directamente ao transportador parte do custo (até 30 € !!!).
  4. Querem criar uma nova viatura de transporte simples de doentes, que não ambulância.
  5. Admitem que pagam mais em Lisboa do que no resto do país !!!!
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s