Que RIGOR é este?

O País tem 5 Administrações Regionais de Saúde (ARS). A ARS de Lisboa e Vale do Tejo tinha, até agora, 5 elementos no Conselho Directivo (CD), as ARS do Alentejo e Algarve sempre tiveram 3 elementos no CD embora a do Alentejo estivesse a funcionar há algum tempo com 2 elementos, por aposentação de um dos membros; a do Centro funcionou com 4 elementos e a do Norte, apesar de estar na lei orgânica que a composição é de cinco elementos, tinha 4 membros, ao contrário da notícia posta a circular.

Pelas notícias vindas a público, todas as ARS vão ter 3 elementos no CD. Será isso razoável e eficiente, quando se compara a dimensão das diferentes ARS, pelo número de inscritos de Setembro de 2011?

ARS de Lisboa e Vale do Tejo – 4.231.456

ARS Norte                                 – 4.108.741

ARS Centro                               – 1.964.081

ARS Alentejo                             –   565.948

ARS Algarve                              –   515.505

(Fonte: ACSS)

E já agora: como é possível poupar tanto dinheiro se, na generalidade, os actuais e os antigos membros são funcionários públicos (há algum que não seja?) e voltam aos seus lugares de origem (no caso dos médicos, que constituíam grande parte desses membros, até já auferiam pelo vencimento de origem)? 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s